Sem Artigos do Campo no momento

#vidadocampo

Notícias

Notícias do Campo

Equiboard há mais de 20 anos contribui com desenvolvimento de cavalos
Com equipamentos de alta tecnologia para treinamentos e reabilitação equina, a empresa se faz presente em boa parte do mundo A empresa foi fundada há mais de 20 anos pelo professor e médico veterinário, Silvio Piotto. A ideia de montar a Equiboard surgiu após uma viagem aos Estados Unidos, onde ele observou uma grande variedade de equipamentos e se propôs a trazer tal tecnologia ao Brasil. De acordo com Piotto, o primeiro deles foi a Mesa Cirúrgica, a qual foi instalada em 1998 no Equicenter, em Tatuí/SP, e que hoje está em funcionamento com milhares de cirurgias realizadas. Silvio Piotto e a primeira mesa de empretec 1999 A Equiboard conta com um grupo de profissionais especializados, que segue desenvolvendo equipamentos com a mais alta tecnologia. Com a finalidade de treinamento e reabilitação equina e pet, sempre cultivando a cultura da qualidade e segurança. Antenados, os profissionais da companhia acompanham as tecnologias internacionais, para disponibilizarem a seus clientes equipamentos inovadores. Para levar ao mercado todas essas tecnologias, Piotto afirma que a Equiboard participa ativamente de eventos, feiras, campeonatos nacionais e internacionais do cavalo e do pet. A empresa está presente em todos os estados brasileiros e possuí forte presença na América Latina e também em alguns países da Europa. Seus principais equipamentos na área de equinos são: Hidro Esteiras, Caminhadores, Esteira de Alta Velocidade, Esteira de Treino, Sistema de Infravermelho para Reabilitação e SPA. O SPA é o lançamento do ano, com um sistema de refrigeração para o tratamento das doenças articulares do cavalo. Piotto discorre sobre alguns dos benefícios proporcionados pelos equipamentos Equiboard: "Com a utilização do Exercitador os potros jovens ficam mais calmos e se acidentam menos. Com isso, desenvolvem melhor sua estrutura esquelética e muscular, o que resulta em cavalos mais fortes e qualificados para as atividades que ele foi destinado. Já sobre a Hidro Esteira, o fato de a água ter uma resistência 12 vezes maior que o ar, exige maior esforço dos animais e gera um excelente resultado muscular sem impacto para o cavalo", expõe. Outro detalhe, salientado por ele, é que os cavalos podem ser treinados em um ambiente seguro, estável e controlado, evitando lesões musculares, tendinosas e articulares. E para o ano de 2019, o fundador e proprietário da empresa anunciou que a Equiboard trará muitas novidades, e que tudo pode ser acompanhado pelo site www.equiboard.com.br. Fonte: Cavalus Por Juliana Antonangelo/Editora Passos Fotos: Divulgação

Equiboard h mais de 20 anos contribui com desenvolvimento de cavalos

Colunistas

Artigos sobre o Agro Negócio

Potros da Raça Chilena
GUANTE I: Nascido em 1867, foi propriedade de José María Fuenzalida, Ignacio Díaz Valdés e Agustín Edwards. Era um potro baio, acarnerado, de tipo rústico e potente, de 1.42 de alçada, excepcional de rodeio. Se arrumou com muito esmero e paciência, sendo o mais famoso vaqueiro da época. Como reprodutor, "excepcional". Quase o 90% dos cavalos atuais descendem dele por línea direta. Deu continuador foi Guante II, filho em mãe "cuevana" e seu filho Cristal I, também é neto da égua "cuevana", a que tinha sido adquirida pelos Hnos. Letelier na liquidação do criatório de Pedro de las Cuevas em 1870. São de sua família "Estribillo" e "Taco", chefes de Raça atuais que são descendentes do "Quebrado" o mais grande chefe da Raça de todos os tempos. Ditos potros se reproduziram em "La Amanecida" de Alberto Schwalm, "Santa Isabel" de Agustín Edwards, "Santa Elba" de Ramón Cardemil, "Ñilque-Puyehue" de Sergio Epple D. e "Las Camelias" de Darío Pavez, respetivamente.   ANGAMOS: Nascido em 1878, descendente de El Caldeado a través de seu filho El Quebrado, que pertenceu a Pedro de Las Cuevas, foi de propriedade dos irmãos Correa Valenzuela em criatórios "Los Torunos" e "Miraflores", e de "Aculeo" de Miguel e José Letelier. Originalmente, se buscou dita sangue pra obter "cavalos de velocidade" em Talagante pelos proprietária de El Quebrado, ao que reproduziram com outras éguas "cuevanas" para reafirmar sua velocidade. Era um potro colorado guinda, muito distinguido, longo, de cabeça aguileña, de muitos bons baixos e elegante. Já muito velho foi recuperado pelos Hnos. Correa V. para a reprodução, pelo que não se soube de sua qualidade de obra. Como reproductor excepcional, junto aos anteriores é a base da Raça. São descendentes seus o Quicio que reproduzo Juan Luis Urrutia no criatório "El Sauzal", el Rotoso, que deixou valiosas crías em "Piguchén", e "La Capilla" de Jorge Mohr e o chefe mais grande de todos: Hornero, Chefe de Raça em Brasil. Angamos teve a cualidades de otorgar "elegancia" para a Raça Chilena antiga, muita distinção, ademais de ser cavalos de muito boa marcha, firmes de osso e de grande cincha. Da sua família descendem a maioria dos ganhadores em exposições antigas. Fotos: 1, 2 Guante I | 3 Angamos

Potros da Raa Chilena