Histórias de Vida

SANTA ISABEL EM COIPÚE

Data: sexta, 28 de junho de 2019 - Hora: 14:48

A cria de Santa Isabel em Coipúe.

Me encontrei com este aviso publicado no Anuário dos Criadores de 1969, e quis entrega-lhes algum detalhe do criatório nesse tempo, que estava em Temuco em Allipén, no fundo Coipúe, que depois se expropriou (Reforma Agraria) e Santa Isabel se desarmou.

Na época que dirigia o criatório Santa Isabel José Manuel Aguirre e de ginetes estava Oscar Bustamante N. e representavam as mantas do criatório nos rodeios do pais.

Se reproduziam os potros No Me Toques, Farolero, Huachuchero, Ladino e Coipúe, agregando ao Olvido (próprio irmão de Percala) e logo chegou o famoso Roncador.

Filhas:

-De No Me Toque: foram licenciosa, nascida de novembro 1966, Chasquita, Tita, No Me Toques, Camarilla, Pajarita.

-De Farolero: La Ilusión, Enfiestada, Buena Amiga

-De Guachuchero: Embustero, Chambón.

-De Ladino: Ladino.

Como podemos observar no aviso, a foto esta tirada nas “pesebreras” de Parque Cerrillos, durante a Exposição e Fera Agricola Anual, se destaca que já tem 20 éguas de similares características participando em Rodeios e Movimentos a la Rienda.

As potrancas da foto foram premiadas nessa Exposição Anual e são lindíssimas. Anos depois o criatório Santa Isabel se instala em Graneros-Rancagua.

Potros:

-No Me Toques pai de La Invernada Aniversario e Piguchen Clementina.

-Farolero padre de Aymara Talavera II mãe de Puchaura Esquinazo.

-Guachuchero pai de Nilahue Iberia, excepcional mãe
-Olvido pai de Los Tilos Longaviana II

-Roncador pai de Santa Isabel Choroy.

Por Arturo Montory G.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!