colunas

Cuidados com o Cavalo Atleta
por Carla Augusta Garcia

Data: terça, 4 de dezembro de 2018 - Hora: 09:41

O cavalo atleta, assim como os atletas humanos, possui diversas necessidades especiais para desempenhar sua máxima performance nas pistas. Regularidade de treinamento, condicionamento físico, nutrição e suplementação adequada, acompanhamento veterinário, ferra geamento, entre outros diversos cuidados são imprescindíveis.

No momento em que o cavalo deixou de ser utilizado apenas na lida de campo e passou a ser um atleta, houve algumas alterações quanto aos seus hábitos e alimentação, por exemplo, que mesmo com a evolução genética ainda influenciam diretamente no dia-a-dia desses animais e podem ser determinantes no desempenho deles nas competições.

O estabulamento é uma questão importante na criação e treinamento de equinos. É o momento em que o cavalo deixou de ser um animal de certa forma "livre" e passou a ter sua rotina controlada e alterada por nós, humanos. Portanto, alguns pontos requerem cuidados e atenção redobrada, como a alimentação, fornecimento de água, material utilizado para cama e tamanho de cocheiras, vamos conversar sobre alguns...



O sistema digestivo dos cavalos sofreu poucas alterações em relação aos seus antepassados, porém a maneira de se alimentar foi bastante alterada por nós. Hoje é comum que seja fornecida pouca quantidade de alimento (em comparação com a quantidade que ingeriam livremente) várias vezes ao dia, onde a quantidade, tipo de concentrado (rações comerciais comumente) e volumoso sejam escolhidos de acordo com o tipo de competição e rotina de treinamento desses animais. Com a vasta quantidade de rações existentes no mercado é importe que a composição seja previamente analisada com a ajuda de um médico veterinário afim de verificar sua real necessidade para o animal e se a mesma supre as necessidades nutricionais do exercício a qual é submetido.

O fornecimento da ração deve ser feito em cochos, onde esses devem ter uma altura adequada para não dificultar a apreensão do alimento e não causar desconfortos musculares durante a alimentação. O volumoso geralmente é fornecido de duas maneiras: no chão ou em redes, ambas as formas possuem pós e contras, então deve-se avaliar o momento adequado para utilizar uma ou outra. O fornecimento do volumoso no chão é recomendado por ser a forma natural dos cavalos se alimentarem, apreendendo o alimento no chão e realizado de certa forma um alongamento da musculatura de pescoço, dorso e lombo durante a alimentação, porém quando fornecido dessa maneira os animais tendem a se alimentar mais rápido, ficando mais tempo em "ócio" na cocheira. A utilização da rede dificulta a apreensão do volumoso, fazendo com que o animal se alimente mais devagar e durante mais tempo, diminuindo seu tempo de ócio, porém, dependendo da posição de colocação da rede é necessário que o animal faça uma hiperextensão do pescoço, podendo desencadear desconforto muscular.

O consumo de água é de fundamental importância para os cavalos atletas. O consumo de água diário de um cavalo deve suprir suas necessidades metabólicas básicas de saúde e bem-estar além da reposição da água utilizada para a realização do exercício físico. Durante a execução de uma hora de exercício físico intenso os equinos podem perder até 15 litros de água que deve ser reposta posteriormente, portanto preconiza-se que esses animais tenham água a vontade na cocheira. A água fornecida deve ser de boa qualidade, ou seja, sem a presença de sujeira que podem vir a causar problemas digestivos posteriormente ou fazer com que o animal não queira ingerir.

A cama e as dimensões de cocheira são fatores importantes no bem-estar diário dos cavalos, uma vez que influenciam diretamente na qualidade do sono e é o local destinado para descanso, relaxamento e recuperação desses animais.

Em relação a cama, existem diversos materiais que podem ser utilizados como cama para equinos, mas o importante que o material utilizado absorva grande parte da urina depositada sob ela, permitindo que o animal não se suje em excesso ao se deitar ou rolar, além de evitar o excesso de umidade que pode vir a prejudicar a qualidade dos cacos, podendo causar apodrecimento dos mesmos. Entre os materiais utilizados podemos citar: casca de arroz, maravalha, palha, areia e pó de serragem, sendo de extrema importância a avaliação dos prós e contras da utilização de cada um e lembrar que, como nós, os cavalos podem apresentar alergias a certos materiais, e manias como "comer cama", manifestando alterações a nível de pele e sistemas respiratório e digestivo, portanto a cama ideal para um pode não ser para outro. Quanto a quantidade de cama a ser utilizada, alguns estudos apontam a necessidade de aproximadamente 15 a 20 cm de altura de cama, de acordo com o material. A limpeza deve ser realizada diariamente, de preferência mais de uma vez ao dia, evitando o acúmulo de sujidades, umidade e para verificar a necessidade de incremento de cama.

A cocheira é o local destinado para o descanso desses animais, em comunhão com a cama devem proporcionar ao animal um ambiente confortável, permitindo que que o cavalo se deite e role sem grandes riscos de se bater ou ficar preso nas paredes, devem ter, no mínimo, 3m x 4m, e o ideal é que ela meça 16m², isto é, 4m x 4m. É preciso que apresentem uma ventilação adequada evitando que o local fique muito quente, o que pode causar estresse. Quando está no campo, em seu habitat natural, o cavalo é um animal que vive em grupo, portanto é importante que, de alguma maneira, o cavalo estabulado consiga olhar para outros cavalos, uma maneira é com a colocação de portas com dois segmentos, permitindo a abertura do segmento mais alto para que o mesmo visualize outros animais, além de ser uma forma de facilitar a ventilação da cocheira.

Existem outros inúmeros cuidados que devemos ter com o cavalo atleta, assunto para as nossas próximas colunas! Espero que tenham gostado e deixem sugestões de assuntos nos comentários. Até a próxima!



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!