criadores

Indicadores animam produtores de genética para a primavera

Data: segunda, 10 de setembro de 2018 - Hora: 14:48

Mesmo com cenário eleitoral, alta nas exportações de gado em pé e expectativa de novos mercados podem aquecer vendas na temporada

Os vendedores de genética esperam bons resultados para a Temporada de Primavera da Pecuária Gaúcha, que se inicia na segunda quinzena de setembro e vai até novembro em diversas Expofeiras que serão realizadas pelo Rio Grande do Sul. Na avaliação da Conexão Delta G, entidade que reúne criatórios das raças Hereford e Braford, é de que o ano de 2018 deve ser melhor que o período anterior.

De acordo com o presidente da Conexão Delta G, Eduardo Eichenberg, este ano tem sido mais amigável ao setor do que 2017, onde ocorreram diversos problemas como a operação "Carne Fraca" e problemas envolvendo uma grande indústria frigorífica. "Neste ano, no primeiro semestre experimentamos um efeito positivo das exportações de terneiros, com o valor pago por quilo para esses animais atingindo picos históricos, estimulando a atividade de cria, e influenciando positivamente as demais categorias. Isso gera um clima de motivação no setor", destaca.

Eichenberg ressalta que, mesmo que momentaneamente o setor esteja prejudicado devido a crise na Turquia, a situação deve ser revertida e será experimentada uma nova alta. "Além disso temos perspectiva de atingir novos mercados, pois este mercado de gado em pé é grande e dinâmico em nível mundial, e o Ministério da Agricultura vem trabalhando para fechar protocolos sanitários com outros países e abrir estas negociações", acredita.

Quanto à economia, o presidente da Conexão Delta G analisa que, mesmo com as indefinições devido às eleições presidenciais que ocorrem este ano, os indicadores já começam a reagir. "Em relação às questões econômicas que envolvem o consumo de carne e o preço do boi gordo, que é determinante para a temporada, já enxergamos indicadores de melhoria, apesar do cenário eleitoral conturbado. Acredito que uma vez solucionada a questão eleitoral, possamos ver uma melhora dos indicadores e isso resultar em melhoria na economia e que vai gerar reflexo no consumo. Além disso, percebemos que produtores que vêm investindo em genética e ofertando ao mercado produtos de qualidade, padronizados - seja de reposição, seja gordo -, têm conseguido uma melhor valorização pelos seus animais. Um exemplo são os programas de carne certificada, como o Carne Certificada Hereford, que têm garantido aos produtores um bom diferencial de preço em relação a animais comuns", afirma.

Os associados da Conexão Delta G vão realizar ou participar de pelo menos 12 remates durante esta temporada de primavera da pecuária gaúcha. No ano passado, os representantes da entidade tiveram um faturamento de R$ 8,5 milhões na venda de 1,6 mil animais das raças Hereford e Braford.

Foto: Rodrigo Alves Vieira/Divulgação
Texto: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!