criadores

Os rebanhos estão preparados para novas encarneiradas

Data: quinta, 8 de fevereiro de 2018 - Hora: 11:15

A ovelha defende melhor com o tempo seco como o atual

O clima seco está ajudando a ovelha. Em todo o país, os rebanhos "estão em boas condições, há comida suficiente e, o que torna a ovelha" notável ", disse o Dr. Jorge Bonino Morlan, consultor particular, ex-técnico da Secretaria uruguaia de Lana e delegado pelo Uruguai, representando o setor privado, à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Os produtores estão apostando fortemente para incorporar o maior número de ovelhas e ovelhas possíveis, eles estão reunindo seus rebanhos e classificando-os para deixá-los prontos para o março encarnado. Por sua vez, a colheita de carneiros vem e as cabines preparam seus jogadores para os diferentes leilões.

Bonino disse que "pode-se ver em todas as raças que os carneiros estão em muito boas condições e serão vendidos com controles de qualidade, como a tatuagem de ovelha Melhoria e a tatuagem dupla", bem como com "certificados de garantia sanitária e reprodutiva dos veterinários ". O conselheiro argumenta que, como nos anos anteriores, "haverá uma oferta para contemplar todos os gostos em todas as raças".

O setor de ovelhas tenta reverter a queda que enfrentou nos anos anteriores e quer aproveitar as oportunidades de mercado para melhorar os preços e retornar ao produtor o otimismo e o desejo de confiar na ovelha.

"Os preços da lã são atraentes, especialmente no segmento de lã fina e os valores da carne de ovelha são bons, com mercados como o Brasil e a China que exigem mais carne com osso", lembrou Bonino. Mas a maior expectativa é centrada nos Estados Unidos, onde já foram feitas duas remessas de carne com osso, que registraram valores muito atraentes para o produtor.

Nos Estados Unidos, há oportunidades para crescer através de cordeiros que engordará nos compartimentos das ovelhas sob condições especiais e o Uruguai já está movendo o caminho das certificações para alcançar preços mais elevados.

Objetividade Por sua vez, as cabines apostam cada vez mais nos dados esperados de progênies (EPDs), valores objetivos que permitem saber exatamente quais características o RAM imprimirá para a sua prole. "Os dados das EPD, juntamente com as certificações veterinárias e com os controles de qualidade subjetivos, oferecem aos produtores a possibilidade de adquirir um bom jogador e aumentar a produtividade de seu rebanho".

Mas você não pode aumentar a produtividade sem uma boa saúde. Nesse sentido, Bonino recomendou prestar atenção à parasitose interna, especialmente ao emoncus, porque com chuva e calor aparece.

Ele pediu para proteger os rebanhos contra a clostridiose usando vacinas com os animais que serão encarnados e aqueles que vão melhorar sua dieta. O outro passo é "imunizar bem as recrcias que entrarão nas melhorias do outono", enfatizou.

Não menos importante é o controle da pietina, uma doença do pé que complica os rebanhos gerando bicheras.
"Devemos aproveitar o clima seco para verificar as pernas e eliminar todos os animais doentes ou portadores de pé para combater a doença, que é controlável e erradicável", disse o conselheiro privado.

Ele advertiu que no momento do desmame "algum problema pequeno de estigma contagioso pode surgir que deve ser pego no tempo e deve ser curado imediatamente para que não acabe em uma bichera", o mesmo acontece com os ecto parasitas no rebanho.

Fonte: El Pais Rurales



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!