redomao

O Redomão na Lagoa a través dos olhos do ganhador...

Data: quinta, 25 de janeiro de 2018 - Hora: 18:55

Sim, nós temos tido diferentes olhares sobre o redomão. Mas ninguém se perguntou o que passou na cabeça de quem ganhou a grande festa? Ninguém se perguntou o que foi chorar de emoção e olhar pro céu e agradecer?

Nós sim nos perguntamos! E queríamos, que você aí de casa soubesse como foi. Por isto, fomos falar com quem recebeu todos os aplausos, Tomaz Gonçalves.

No inicio da conversa, ele falou: "Foi um trabalho de zero, os 3 animais que chegaram em casa nem cabresteabam direito, nós tivemos que tirar todos os "medos" que eles tinham sobre nós, os seres humanos como primeira medida"

Tomaz nos conta que na primeira semana a unica preocupação era que eles ficassem mansos, ja que eles iam precisar da aptitude física máxima "lá na frente". Na segunda semana foi que começou a parte de cima, só na segunda semana foram montados, e a prioridade nessa semana foi o condicionamento físico, e não os movimentos como para uma prova. Ele diz que é primordial lembrar que eles estavam a campo, muitas vezes até com um pouco de excesso de peso, nas suas condições naturais, e que nos estamos tirando o animal delas. "Respeitar isso, antes do que nada."


"Se vocês me perguntarem qual é o "X", destes 40 dias, é com certeza lograr o equilíbrio do físico com o mental". Também assegura, que isso é com certeza é muito difícil. "Muitas vezes nós pelas ânsias de querer ter ele com o físico tinindo, nos esquecemos da parte mental, e o cavalo termina achando que está fazendo as coisas erradas."
"Tento sempre preparar os animais para a pressão da prova, e não bota-los na pressão enquanto o momento não chega."

Para este Redomão nós pegamos 3 bichos, e os 3 eram mega diferentes. Então isso implica que nos interpretemos o que os animais querem nós dizer em cada passo da doma, nunca compara-los, porque cada animal é um animal. "Não adianta chegar com uma receita de bolo e aplicar para todos igual, isso com certeza não vai funcionar."

Tempo passou, e as domas foram chegando ao fim, o redomão estava chegando.

Vocês acreditam nas surpresas? O Tomaz, a partir deste redomão teve que começar a acreditar!
Ele nos confessa que a égua colorada que ganhou, era na que menos confiava. "Uma égua muito complicada no início, para parar, para ebarrar, deu bastante trabalho."

"Então hoje, passado esse trabalho, passados os 40 dias de doma, eu só posso transmitir uma mensagem: ACREDITE!"

Ele diz que os cavalos são como as pessoas, as pessoas tem defeitos, que nem defeitos são, muitas vezes são dificuldades. A maioria deles, combatíveis, só falta o "empurrãozinho". E os cavalos, e a mesma coisa, dando aquele "empurrãozinho", ensinando, demonstrando, o que é uma dificuldade, pode se transformar em uma qualidade, e isso, pode fazer você ganhar uma prova. "Que foi o que me aconteceu!", expressa.

Ele ressume esta vitória em: AGRADECIMENTO!
"Existe uma caminhada muito longa até chegar a vitória, e para que isso aconteça temos que ter uma equipe muito forte, eu tenho a sorte de te-la. Então hoje eu só agradeço."

Emocionante ler tudo isto, né?
Que tal seguirmos o exemplo deste ganhador e aplicá-lo em nossas vidas? ACREDITAR, AGRADECER?
Esse é o caminho, para obter a vitória nesta caminhada que chamamos vida.

Por: Maria Eduarda Sanes
Fotos: Cosas del Campo



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!