expointer2017

Gloriosa vitória nos machos

O Freio de Ouro também tem uma gloriosa vitória nos machos.
Como todos dizem até a última vaca nada está decidido. Até correr a última vaca, tudo pode mudar. E é no "tudo pode mudar", que se decide o grande campeão. Aquele que levará o Ouro para casa... Que todos sonham que todos querem.
Desta vez, com um nível excepcional de função, um nível que se superava a cada prova, de inicio a fim. No domingo, todos estavam surpreendidos ante tanta emoção, emoção que só o cavalo crioulo proporciona.
14 conjuntos nos machos no domingo acordavam com o mesmo sonho... Ganhar. Mas como toda competição, alguns ganham, outros ficam um pouco mais atrás, mas com a certeza de que estão entre os melhores da raça.
A sorte de levar o ouro para casa, desta fez foi para o cavalo PN Cambiasso, da Cabanha Positivo, de Portão/RS, montado pelo ginete Adriano Comunelo, com média de 20,812.
O expositor que tem 15 anos de criação confessa que a emoção e muito grande... Ele diz que o cavalo é domingueiro, pois ele chega ao domingo, e faz diferente.

Mas nós... Cosas del Campo, gostamos da emoção. Foi por isso que não podíamos deixar de falar com o ginete do cavalo Adriano Comunelo, para saber como mais de perto como foi esta emoção, sentir um pouco do gostinho desta vitória.
O ginete conta que faz sete anos que treina cavalos profissionalmente, mas que monta desde que nasceu. Começou montando cavalos de rédeas, mas por diversos motivos "correr o freio de ouro" se tornou um grande sonho. Ele confessa que tem duas figuras muito importantes na sua vida: eles são Jango Salgado e Daniel Teixeira.
Muita água correu antes de ter o Cambiasso em suas mãos, pois logo de um ciclo de ele ter competido, o Adriano encantado com ele, decide pedir para montar e treinar o cavalo. E assim foi que eles começaram um caminho juntos, começaram credenciando, classificando, e chegando ao Freio de Ouro em quarto lugar no ano de 2016.
Mas ele queria mais... Ele apostava no cavalo no ponto de querer vencer o Freio de Ouro. Adriano faz questão de dizer que o cavalo se caracteriza por ter força, habilidade e com certeza vontade. "Um domingo como o da grande final, que vinha em 11º e termina em 1º, no mínimo ele tem que ser excepcional", confessa.

O momento de ganhar.

A dupla saiu da ultima paleteada emocionados por ter se superado ficando entre os quatro melhores, pois ele saiu convencido de que era Freio de bronze. O que Adriano não sabia, e que minutos após isso, vinha um abraço de uma pessoa que ele tanto admira: Daniel Teixeira. Junto com esse abraço, vinha um "Tu é ouro cara, parabéns!".

"Foi dos momentos mais emocionantes da minha vida" fala Comunelo para Cosas del Campo.
Quem também deixa um conselho para aqueles que ainda estão na luta, que ainda sonham com esse momento. Assim como um dia ele sonhou com ser Freio de Ouro... "Tem que sonhar sim, é possível sim. Tem que trabalhar e muito, mas o resultado, a vitória, mais cedo ou mais tarde vem"

Fotos: Maria Eduarda Sanes
Fotos: Cosas de Campo | Fotografias



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!