colunas

Preparação atletas véspera da Grande Final
por Rolando Martin Perez

Em véspera da concretização de todo um ciclo de trabalho através da final do freio de ouro, observa-se claramente a intensificação de condutas por parte dos treinadores e envolvidos no que diz respeito a manejo e preparação dos equinos. São muitos os detalhes a serem afinados desde o treinamento propriamente dito até o acondicionamento e zelo para com os animais no sentido de que tudo saia da forma mais perfeita !!

O envolvimento de todos torna-se contagiante ao mesmo tempo que complexo, desde tratadores, treinadores, veterinários e criadores os quais focam suas ações e esforços com um mesmo objetivo : "O Pódio".
Neste âmbito muitas condutas e ações devem ser cuidadosamente desenvolvidas pois na intenção de aperfeiçoar podemos alterar uma continuidade de manejo ao qual o animal não está adaptado (ex: aumento ou alteração da alimentação, treinamento mais intensivo, repetitividade de exercícios etc) que no sentido de tentar aperfeiçoar ou melhorar podem acarretar problemas não só de natureza técnica mas também de saúde ..
São comuns os casos de síndromes por excesso alimentar , problemas ortopédicos, problemas infecto-contagiosos etc frente a comum alteração de conduta a qual em sua grande parte levam os atletas a supressões orgânicas e imunes deixando-os expostos e susceptíveis a adversas condições de saúde em véspera de competições e muitas vezes até mesmo terminando por encerrar um grande sonho de todos os envolvidos.

Tudo está relacionado a um grande comprometimento frente à importância que hoje esta competição representa para todos os apaixonados não só pela raça mas pelo equino desportista provando cada vez mais o quão contundente se torna este evento podendo modificar em certos períodos a rotina diária não só dos animais mas também de todos os envolvidos ..


Nossos Colunistas