colunas

Um cavalo de selo, raça e qualidade.
por Arturo Montory Gajardo

Data: sábado, 7 de julho de 2018 - Hora: 11:52

Paicaví Punteo

Nascido em dezembro de 1979 na cabanha Paicaví de Hernán Anguita Gajardo, (Q.E.P.D) em fundo Anique, Cañete.

Sua mãe a égua regalona de Hernán Anguita a tordilha A Oír Cantar, a qual, cruzada com o Picaporte, potro preto de muita qualidade que compartia propriedade com o criatório Peleco, lhe deu ao Punteo.

Assim nasceu este potrilho picaço lindíssimo desde pequeno, preencheu de alegria a seu proprietário que o cuidou com esmero e dedicação, mas sempre criado em forma da mais plena rusticidade, solto a piquete em inverno e verão, e às vezes recebia algum fardo nos invernos muito frios.

Foi crescendo ante a admiração de Osni que o conheciam, era do gosto de todos, muita massa muscular, redondo por todas partes, longo de pescoço, boa grupa é correto de lombo, tal vez um pouco pequeno, mas não era curto de patas, muito bom centro e costilhas bem arqueadas, linda musculatura de pernas interior e exteriormente, em conjunto, um grande cavalo chileno e de mercado selo racial.

Seus grandes amigos e vizinhos de campo Manuel "Mañungo" Gajardo Caceras e Lautaro "Talo" Cáceres Aguayo, o admiravam muito e eram pessoas de grande conhecimento do assunto, ademais de serem excelentes corraleiros dos anos 1950.

Punteo se amanoseou aos três anos, não deu muitos problemas e se emalhou enseguida para uso de campo com gado, único trabalho já que Hernán Anguita já tumbado deixado de correr faz anos e não lhe interessava presentar seus cavalos nos rodeios, sua paixão era criar do melhor.

Mas seu amigo Fernando Acuña lhe pediu e o levou um tempo a Butamalal onde o trabalhou um pouco, e o potro demonstrou uma excelente condição vaqueira, também Orlando Brito andou nele e me contava que o fazia arrastrar vacas pesadas às vezes é o potro tinha uma potência inmensa a pesar de seus poucos dias de trabalho, era seu natural que atuava, e sua prestigiosa memória para aprender.

Também esteve no criatório Peleco e alguma coisa lhe fizeram.

Mas como seu proprietário Hernán Anguita não gostava já correr, o cavalo ficou na cabanha.

Quando eu publiquei meu primeiro livro de genealogía en 1977 claro que coloquei a este potro que o deu a conhecer ao mundo criador e corralero e assim chegou Ricardo Mohr de Osorno a comprá-lo a Anique e o levou pra seu criatório Vacamalal onde o reproduziu e também lhe tirou crias seu irmão Jorge para La Capilla.

O criador suizo e muito entendido em nosso cavalo puro Olivier Albers que já criava cavalos de Paicaví e Peleco soube de este potro picaço, o comprou e levou a seu criadero La Araucanía de Curacautín onde morreu de velho e algumas crias lhe deixou.

Em sua cria de origem Paicaví deu a preciosa Riela II, Primorosa e Risión todas propias humanas; a Carmel Rosa e Relgue em Sorocha; a Primor e Sangrinaria em Primorosa; a Randa em Rudera; para o criatório Los Guanayes de Renato Luengo deu a Acantilado en Cascada; para criatório Clarisa de Manuel Gajardo deu a Albricia e Arauco; para Vacamalal deu a Pulpero e Pegualera; para criadero Las Lumas de Agustín Ugalde deu a Pinturita e Regalo Mío; para o criatório La Capilla a Pumalal; e para La Araucanía a Fa, Guaina, Pangui, Puelche e Punto. Deu outras crías más, no total 59 filhos inscritos.

Sigamos com descendência de seus filhos e sua influência atual.

-Pinturita é mas do potro baio Encargo por Encachao de Las Lumas, muitas vezes finalista de Rancagua e ganhador da Serie de Potros em 2012.

-Regalo Mío em Falda por Fundador é um excelente e lindo cavalo, de imponente figura e temperamento, bueno de vacas e reprodutor de La Araucanía.

-Acantilado de Los Guanayes foi excepcional de corrales, muitas vezes finalista, de uma potência tremenda.

-Pumalal em Lagrimilla por Lonquimay é um potro picaço de bom tipo muito bom vaqueiro.

-Primorosa é mãe do lindíssimo Primor, um barroso de grade classe.

-Riela II é mãe com Quitralco do potro baio Paicavírecién correndo e excepcional, algo pequeno.

-Risión e mãe de la linda Aguitarrá em Taconeo; de Loncopán em Escorpión; de Ocurrencia em Refajo, excepcional égua de vacas que está atualmente parida de Romario.

-Pintura em Falda por Fundador é mãr de Estupendo em Escorial.

-Pegualera em Farrera por Fundador muito boa de vacas, é mãe de Olfato em Orujo.

-Llanquiray em Ingrata por Yoyito é mãe de Catiray e Lican Ray em Contulmo; de Payador em Papayaso.

-Carmel Rosa filha de Punteo e Sorocha é mãe de Carmel em Rio Maipo, Chai e Golkan em Guindalero.

-Carmel mãe de Paicaví Carcomido.

-Seu filho Paicaví Primor se reproduz hoje no criatório La Araucanía.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!



Nossos Colunistas