Notícias

Mormo em pauta: reunião atualiza discussões sobre diagnóstico

Data: sexta, 29 de junho de 2018 - Hora: 14:32

Na próxima terça-feira (03/07/18), às 14h, a Embrapa Pecuária Sul irá realizar, em Porto Alegre, na sede da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), a 2ª edição do evento que busca discutir a problemática do mormo – doença que afeta os equídeos e que pode ser transmitida dos animais ao homem. Foram convidados a participar representantes de diversas áreas ligadas ao tema.

No encontro, intitulado 2º Seminário da Embrapa: Atualizações sobre o mormo equino, o pesquisador e professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, Roberto Soares Castro, especialista no tema, irá proferir palestras que abordarão aspectos gerais sobre o Mormo no Brasil, bem como várias questões referentes ao seu diagnóstico.

A primeira reunião, ocorrida dois anos atrás, foi fomentada pela preocupação com as metodologias utilizadas para diagnosticar a doença, que, na ocasião, não traziam certeza nos resultados. Isso porque o único teste utilizado até então era o de fixação de complemento, que oferecia limitações, não sendo muito confiável. Além disso, havia também a reclamação em relação à demora do retorno do resultado dos exames para detectar a doença, documento obrigatório para o trânsito de animais.

A falta de certeza no diagnóstico pode trazer dois problemas. O primeiro é a possibilidade de que resultados negativos sejam falhos, acarretando o risco de aumento da contaminação dos animais. Outra questão é a possibilidade do exame com resultado positivo ser incorreto, obrigando o proprietário a abater o animal e interditando sua propriedade, podendo levar a grandes prejuízos financeiros, além de questões que interferem no bem-estar animal.

Plataforma Elisa

Para fazer frente a este problema do diagnóstico, desde março de 2018, foi publicada uma portaria pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que aprova a utilização da plataforma Elisa (Ensaio Imunoenzimático) para o diagnóstico do Mormo Equino. Alguns laboratórios já estão em processo de credenciamento para disponibilizarem a metodologia Elisa e em breve a lista com estes estabelecimentos será divulgada. "Com a permissão de uso desta nova metodologia, os resultados apresentarão um nível de confiabilidade maior que os existentes hoje e uma capacidade de processamento de amostras bem mais veloz que o método oficial", explica a pesquisadora da área de Sanidade Animal da Embrapa Pecuária Sul, Emanuelle Gaspar.

Em 2018, a Embrapa de Bagé iniciou um projeto de pesquisa, com duração de três anos, que objetiva a ampliação do processo de validação do Elisa, e também a caracterização de cepas isoladas da bactéria causadora do Mormo no Brasil (Burkholderia mallei).

Serviço

O que: 2º Seminário da Embrapa: atualizações sobre o mormo equino;

Quando: 03/07/2018;

Horário: 14h;

Local: sede da Farsul (Praça Prof. Saint Pastous, 125);

Público-alvo: produtores, representantes de entidades vinculadas aos equinos, médicos veterinários e estudantes de Medicina Veterinária.


NCO - Núcleo de Comunicação Organizacional
Supervisão: Lisiane Brisolara - Conrerp 3019/RS
Jorn. Manuela Bergamim - MTb 1951/ES
Jorn. Felipe Rosa - MTb 14.406/ RS

Estagiários de jornalismo: Ana Tailise Estevão e Gabriel de Bem
Jovem aprendiz - área jornalismo: Cecília Ferreira



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!