Notícias

Puxado apenas pelo agronegócio, PIB cresce apenas 0,4% no 1º trimestre

Data: quarta, 30 de maio de 2018 - Hora: 14:19

Em relação a igual período de 2017, o PIB cresceu 1,2% no primeiro trimestre, o quarto resultado positivo consecutivo

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu apenas 0,4% no primeiro trimestre do ano em relação ao três meses anteriores. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quarta-feira. Foi o quinto resultado positivo após oito quedas consecutivas nesta base de comparação.

Após dois anos de recessão, em 2015 e 2016, a economia voltou a crescer em 2017, com expansão de 1%. Para 2018, governo e mercado começaram o ano prevendo um incremento de 3%. Diante dos fraco desempenho da indústria, comércio e serviços, prejudicados pelo desemprego elevado, as projeções foram reduzidas a expectativa agora é de um crescimento entre 2% e 2,5%. Um dos motores desse resultado foi a combinação de inflação e juros baixos, cenário que pode sofrer alterações após a disparada do dólar e da recente greve dos caminhoneiros.

O resultado do primeiro trimestre foi puxado basicamente pela agropecuária, que avançou 1,4%, enquanto os setores de indústria e serviços ficaram praticamente estagnados: tiveram variação positiva de apenas 0,1%.

Em relação a igual período de 2017, o PIB cresceu 1,2% no primeiro trimestre. Por essa base de comparação, a agropecuária registra queda de 2,6%, enquanto a indústria cresce 1,6% e o setor serviços, 1,5%. No acumulado dos quatro últimos trimestres, o PIB cresceu 1,3% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores.

A diferença de resultados na agropecuária crescimento de 1,4% frente ao último trimestre e queda de 2,6% em relação ao igual período de 2017 pode ser explicada a partir da sazonalidade na colheita das safras. "Aqui estamos comparando o primeiro trimestre, que tem safra de soja, com um trimestre que não tem esta safra. Precisamos considerar a sazonalidade", disse a gerente de contas nacionais trimestrais do IBGE, Cláudia Dionísio.

A taxa negativa da agropecuária na comparação com igual período de 2017 é reflexo da queda na produção das principais culturas com safra no primeiro trimestre do ano. A exceção, segundo o IBGE, foi a soja, que teve crescimento de 0,6%. "Quando falamos que a soja cresceu, apesar de não parecer um índice tão alto, precisamos lembrar que foi um crescimento sobre o ano em que tivemos uma safra recorde", explica a gerente de contas trimestrais.

Fonte: Veja adaptado Cosas del Campo



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!